Biografia de boxeador e ator inglês Lenny McLean, traz Josh Helman e John Hurt, em seu último papel no cinema

Nascido em 1949, o inglês Lenny McLean teve vários empregos, guarda-costas, leão de chácara, ator, mas ficou mais conhecido como boxeador da violenta categoria mãos nuas. Baseado na sua história, LENNY SEM LUVAS resgata a trajetória do lutador, desde a sua infância quando sofreu os mais diversos abusos, passando pela juventude, na Londres, nos anos de 1970, até ganhar o apelido de The Guv’nor (uma gíria que significa algo como O Poderoso), como boxer de sucesso, e a carreira posterior como escritor e ator. O filme chega aos serviços de streaming em 31 de julho.

Indicado ao National Film Award inglês, na categoria melhor filme independente, LENNY SEM LUVAS é dirigido por Ron Scalpello (Sob Pressão), e traz no elenco Josh Helman (Mad Max: Estrada da Fúria, X-Men: Apocalipse), como o protagonista; John Hurt (Alien, franquia Harry Potter), em seu último trabalho no cinema, como um amigo de Lenny; o lutador Michael Bisping (Twin Peaks – O retorno, Covil de Ladrões), como Roy Shaw, o principal rival do boxeador; e Chanel Cresswell (Almofada de Alfinetes, Isto é Inglaterra), como a mulher de McLean.

Esteticamente influenciado por filmes como O Vencedor e Lendas do Crime, LENNY SEM LUVAS é um mergulho na vida de um homem atormentado por fantasmas do passado e um Transtorno obsessivo-compulsivo, e que só encontrou a redenção e salvação na violência do boxe. Depois de aposentado dos ringues, McLean escreveu sua autobiografia, atuou na televisão e cinema, trabalhando em Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes, pouco antes de morrer em 1998. O diretor deste longa, Guy Ritchie, dedicou o filme a ele.

Transitando entre o mundo das lutas e a vida pessoal de McLean, LENNY SEM LUVAS desvenda uma figura ímpar da cultura da segunda metade da Inglaterra. Um homem vindo da classe operária que se tornou um ícone, e cuja autobiografia vendeu mais de 2 milhões de cópias.