Belisario Franca

Biografia

Belisario Franca nasceu na década de 60 no Rio de Janeiro, Brasil, durante um dos momentos mais sombrios de seu país. Ele cresceu sob uma ditadura militar que fortemente controlado todas as facetas da sociedade. A partir dessa experiência cresceu seu desejo de mostrar a realidade da vida como ela é vivida por pessoas que vivem nele, não mediados pelo poder ou ideologia: pessoas reais contando suas próprias histórias e, muitas vezes, a sua luta para transformá-las. Desde 1980, ele filmou vários documentários e séries documentais e recebeu vários prêmios. Em “Beyond the Sea”, premiado com o “Melhor Série Documentário” pela Associação Internacional de Documentário em 1999, ele traça o impacto da colonização Português em mais de 11 países ao redor do mundo. Em “Estratégia Xavante” premiado “Melhor Criação de Arte e Mídia” pela Film Festival das Nações Unidas em 2007, Franca apresenta a história de 8 brasileiros nativos americanos da tribo Xavantes que são enviados para “cidade grande” para aprender as formas de cultura europeia branco e retorno à sua tribo para ajudar seu povo sobreviver e preservar sua cultura antiga. É um filme sobre a luta humana para manter a identidade cultural em um ambiente hostil. “Amazônia Eterna” (2012) é o mais extenso documentário já feito sobre a economia sustentável na Amazônia. Ele vai para a maioria das partes remotas da maior floresta tropical do mundo para encontrar homens e mulheres que estão lutando para o equilíbrio tênue para manter a floresta viva e saudável. Foi exibido em mais de 27 festivais ao redor do mundo, como As telas verdes Film Society of Lincoln Center, Brooklyn Film Festival, e no Festival Internacional de Cinema Ambiental em Paris. filme mais recente de Franca, “Boy 23 – Os Forgotten Boys do Brasil” segue a investigação de um historiador em tijolos de marca com o nazista da suástica recentemente descoberto em uma pequena cidade no Brasil. “Boy 23” revela a história de 50 meninos negros adotadas que foram vítimas de um projeto de eugenia criminosa levada a cabo por um grupo de nazistas simpatizantes elites brasileiras. Dois dos sobreviventes vivos contar a sua história com conseqüências alcançando para o presente e futuro do Brasil e, cada vez mais, o resto do mundo. “Boy 23 – Os Forgotten Boys do Brasil” foi teatralmente exibido no Brasil há 23 semanas.

x