Já se passaram seis anos desde o último filme do lendário diretor Brian de Palma, 2012’s Passion , mas ele tem um novo filme chamado Domino em pós-produção, um romance que ele co-escreveu com sua esposa, Susan Lehmann, chamado Are Snakes Necessary? novo projeto que ele está escrevendo atualmente. Enquanto promovia seu livro, que foi publicado no mês passado na França, o cineasta foi questionado sobre o escândalo de Harvey Weinstein que abalou Hollywood desde outubro, e ele revelou que está escrevendo um filme sobre o escândalo agora. Veja o que o cineasta tinha a dizer abaixo.

Estou escrevendo um filme sobre esse escândalo , que estou discutindo com um produtor francês. Meu personagem não se chamará Harvey Weinstein. Mas será um filme de terror, com um agressor sexual , e isso acontecerá na indústria cinematográfica.

Brian De Palma também foi perguntado se ele foi oferecido para fazer qualquer filme para Netflix, respondendo que ele tinha sido oferecido filmes, mas ele também indicou que ele recusou porque ele é um “estilista visual” e que ele precisa de uma tela grande. A saída do diretor, que já foi prolífico, decresceu ao longo dos anos, com seus três últimos filmes, Domino , 2012 Passion e The Black Dahlia, de 2006, distribuídos por um período de 12 anos, afirmando que, se você não fizer um blockbuster, É difícil fazer um filme em Hollywood. Quando perguntado se ele é “louco” em Hollywood, o diretor tinha que dizer isso.

Hollywood mudou. Filmes sobre dinossauros e super-heróis são feitos para crianças! Você não pode fazer filmes sérios por lá … a menos que você seja Spielberg e você é o estúdio. Depois de Mission: Impossible , quando Tom (Cruise) disse que queria filmar o resto, eu disse: “Você está brincando?” Por que eu iria querer fazer outro filme assim? Depois disso, eu fiz Snake Eyes , Mission to Mars e lá eu disse: Pare. Eu estava cansado desses grandes filmes, onde você briga com os estúdios para saber quanto custam os efeitos especiais. ”
O cineasta também não mediu palavras quando chegou a sua experiência em Domino , um filme que estrela Nikolaj Coster Waldau e Guy Pearce, chamando o processo de produção, “uma experiência horrível”. O cineasta passou a dizer que a produção estava “subfinanciada” e que o produtor continuava mentindo para ele, e que o produtor ainda não pagava parte de sua equipe. O diretor acrescentou que não está certo de que este filme verá a luz do dia, mas acrescentou que o filme em si é bom, com o qual sua esposa concordou.

Quanto ao projeto de Harvey Weinstein, o cineasta não indicou quanto tempo ele está no roteiro, ou com quem o produtor francês discutiu esse filme. Dadas as questões do cineasta com Hollywood, e como ele está conversando com um produtor francês, parece provável que ele dirigirá o filme na França, mas, dada a conexão do filme com o Harvey Weinstein, ele provavelmente veria a luz do dia também. Você pode ir ao Le Parisian para sua entrevista completa com Brian de Palma.